O País – A verdade como notícia

Possível aumento de descargas da HCB deixa zona centro em situação de alerta

A Barragem de Cahora Bassa vai abrir as comportas para aliviar a pressão no seu encaixe, provocada pela chuva que cai, sobretudo, nos países à montante do Rio Zambeze, nomeadamente, a Zâmbia e o Zimbabwe, anunciou a Administração Regional de Águas do Centro (ARA-Centro)

De acordo com a nota a que tivemos acesso, o nível de água da hidroeléctrica nacional está a registar uma subida, tendo atingido níveis “substancialmente acima dos valores recomendados”, o que obriga a realizar descargas de alívio.

“Para garantir a segurança estrutural da barragem, a Hidroeléctrica de Cahora Bassa irá incrementar, de forma gradual, as descargas de água de 3.100 para 4.400 metros cúbicos e de 3.700 para 5.000 metros cúbicos de caudal por segundo, até ao próximo dia 30 deste mês” indica o comunicado.

Deste modo, a Direcção Regional Centro do Instituto Nacional de Gestão de Desastres (INGD) alerta às populações que residem nas zonas de risco ao longo do Vale do Zambeze, para procurarem as áreas seguras.

A operação de descargas “irá causar inundações de magnitude baixa, a moderada nos distritos das províncias de Tete, nomeadamente, Cahora Bassa, Marara, Tete, Moatize, Dia e Mutarara”, bem como Tamabara, na província de Manica, Chemba, Caia e Marromeu em Sofala, Mopeia, Luabo e Chinde, na Zambézia, onde algumas estradas podem ficar com a transitabilidade condicionada, alerta a fonte.

A direcção regional do INGD refere, ainda, que, ao nível local, já colocou em prontidão os recursos humanos e materiais, para uma possível necessidade de intervenção.

“O que estamos a dizer é que, desde cedo, a nossa direcção esteve preparada. O grande apelo que fazemos, neste momento para as famílias, é, desde já, começarem a abandonar locais de risco” disse à nossa reportagem, Lurdes Daniel, Directora Regional do INGD, sem avançar o número de famílias que poderão ser afectadas.

Uma outra preocupação tem a ver com a chuva que cai na zona norte da província da Zambézia, colocando o caudal do Rio Licungo acima do nível de alerta. O normal é de até seis metros de altura, no entanto, no domingo, já tinha atingido 6.45 metros.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos