O País – A verdade como notícia

Portugal ratifica Acordo de Mobilidade dos países da CPLP

Foto: RTP

O Primeiro-Ministro português, António Costa, entregou, ontem, na sede da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP), em Lisboa, o documento referente à ratificação do novo acordo de mobilidade entre os membros da agremiação.

Segundo disse António Costa, citado pela RTP “este não é mais um acordo, mas um acto de afirmação política muito importante”, porque a concórdia facilita as estadias de curta duração e temporárias, e os vistos de residência dentro da comunidade.

A ratificação, pelo Governo português, do novo acordo de mobilidade da CPLP representa um marco histórico, visto que a CPLP celebra 25 anos desde a sua criação.

Durante a sua intervenção, o Primeiro-Ministro português desafiou os países que ainda não procederam com a ratificação do acordo de mobilidade a fazerem-no.

“As nossas fronteiras estão bem firmadas. Agora o que importa é mesmo abrir as portas que permitam aos nossos povos fazer aquilo que naturalmente fazem, que é poderem circular e circular no mesmo espaço linguístico, no mesmo espaço que lhes é familiar”, disse António Costa.

Por seu turno, o secretário executivo da CPLP, Zacarias da Costa, defende que “a mobilidade das pessoas é a mobilidade da língua portuguesa enquanto língua de herança, sim, mas também enquanto língua de futuro, do digital e das redes sociais. Enquanto língua de conhecimento e de ciência, de diplomacia e de negócios”.

Com a ratificação formalizada por Portugal, o Acordo sobre a Mobilidade irá entrar em vigor no dia 1 de Janeiro.

Por enquanto, segundo a RTP, Cabo Verde, Portugal e São Tomé e Príncipe são os únicos países que já ratificaram o acordo, sendo que Angola já o fez aprovar no parlamento.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos