O País – A verdade como notícia

Porto de Maputo almeja manusear mais 10 milhões de toneladas de carga por ano

O porto de Maputo já havia atingido o limite de capacidade do seu espaço de concessão, por isso, recebeu do Governo quase o dobro da área a si concessionada para realizar mais investimentos. Segundo o porta-voz do Conselho de Ministros, a área aumenta de 140 para 278 hectares.

O aumento de mais 137 hectares de concessão portuária é uma decisão que saiu esta semana da sessão do Conselho de Ministros, realizada na última terça-feira. Segundo a concessionária do Porto, MPDC, a ampliação da área vai permitir uma série de investimentos estratégicos.

Contactada pelo “O País Económico”, a MPDC explicou que um dos investimentos a realizar-se visa o aumento da capacidade ferroviária para manuseamento de crómio de 2.2 para 4.2 milhões de toneladas. Tal será viabilizado através da construção de duas linhas com capacidade de descarga de 50 vagões cada, aumentando assim a capacidade anterior de 25 vagões.

Com o investimento, pretende-se equilibrar os volumes rodoviários e ferroviários de carga manuseada. É ainda intenção do porto, investir na extensão da área para armazenamento de minérios, com excepção do carvão e magnetite, para 9.2 milhões de toneladas.

Com o novo espaço, refere a nossa fonte do Porto de Maputo, pretende-se também gerar, no futuro e em linha com o novo plano-director do MPDC, novas áreas de estocagem, “através da reclamação de terra ao mar, em uma área total de 15 hectares”.

Espera-se ainda com o espaço ampliado, expandir a área para armazenamento de carvão e magnetite na Terminal de Carvão da Matola, dos actuais 7.3 para 12 milhões de toneladas.

E, finalmente, a nova área concessionada permitirá a harmonização do terminal de cabotagem, aumentando a disponibilidade de cais ao serviço da navegação de cabotagem, um investimento estruturado num centro de formação, além de áreas de apoio ao serviço marítimo.

“Em Maio deste ano, o Porto de Maputo apresentará publicamente o seu novo plano-Director. Este novo plano prevê um aumento de capacidade de manuseamento do Porto de Maputo das actuais 32 para 42 milhões de toneladas por ano”, refere a nossa fonte do porto de Maputo.

Segundo o Porto, as áreas acrescidas são complementadas pelo trabalho de dragagem de 2017 e pela reabilitação dos cais 6, 7, 8 e 9 que está prestes a ser concluída.

“Todos estes investimentos juntos irão contribuir para receber navios de maior porte pois permitirão o carregamento de maiores volumes”, refere a nossa fonte do porto de Maputo.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos