O País – A verdade como notícia

Populares vandalizam casas de supostos “chupa-sangue”

Populares vandalizam casas de dois líderes comunitários no posto administrativo de Madal, na Zambézia, acusados de fazerem parte de um grupo que chupa sangue das pessoas no período nocturno. 

O boato, que corre há dias, levou os indivíduos a destruírem igualmente o mastro da bandeira da República no posto policial local e uma viatura. 

A polícia deteve 15 pessoas acusadas de protagonizar o vandalismo na sequência do boato. Um idoso foi tido como a pessoa que iniciou com o boato, ao informar uma das filhas que estava a ser vítima de chupa sangue. A filha espalhou a mensagem que culminou com a vandalização.

A polícia diz que vai encaminhar o caso aos órgãos de justiça.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos