O País – A verdade como notícia

PMA anuncia novo plano de acção para combate à fome em Moçambique

O plano destina-se a garantir que as pessoas tenham acesso a alimentos nutritivos e que se tornem mais resilientes aos choques climáticos a que Moçambique é cada vez mais propenso.

O PEP para Moçambique – que representa uma série de novos planos estratégicos iniciados pelo PMA em vários países do mundo – está alinhado com a Agenda de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas para o ano 2030, para transformar o planeta em um lugar livre de pobreza e desigualdade. Produto de dois anos de consultas a nível nacional, o PEP apoia plenamente as principais prioridades nacionais de desenvolvimento de Moçambique, incluindo o Plano Quinquenal do Governo 2015-19.

“Este Plano Estratégico é um marco importante para o país”, disse Karin Manente, directora nacional do PMA em Moçambique. “Ele estabelece os passos necessários para que o PMA trabalhe com o Governo e outros parceiros para enfrentar os principais desafios à segurança alimentar e nutricional em Moçambique”.

Além de garantir que as pessoas vulneráveis possam atender às suas necessidades alimentares e nutricionais, mesmo em tempos de crise, o PEP concentra-se na erradicação da desnutrição crónica entre as crianças em áreas de insegurança alimentar e na melhoria dos meios de subsistência dos pequenos agricultores.

Apesar de Moçambique ter alcançado o seu Objectivo de Desenvolvimento do Milénio de reduzir para metade o número de pessoas com fome no país, quase um quarto da população enfrenta insegurança alimentar crónica ou desnutrição. O país continua a ser um dos mais propensos a desastres do mundo, altamente vulnerável a eventos climáticos extremos que destroem as infra-estruturas e restringem o crescimento económico, prejudicando os esforços de erradicar a pobreza e a fome. Ao mesmo tempo que mantém uma forte capacidade de assistência humanitária, o novo plano do PMA concentra-se no apoio a esforços de fortalecimento da resiliência a longo prazo, bem como no fortalecimento de parcerias, sistemas e instituições nacionais necessárias para atingir os Objectivos de Desenvolvimento Sustentável, em particular o ODS 2 (Fome Zero) até 2030. O Plano Estratégico do País para Moçambique, orçado em US $ 167 milhões, foi aprovado e entrou em vigor em Julho deste ano.

O PMA é a maior agência humanitária que combate a fome no mundo inteiro, prestando ajuda alimentar em situações de emergência e trabalhando com comunidades para melhorar a nutrição e aumentar a resiliência. Anualmente, o PMA presta assistência a pelo menos 80 milhões de pessoas em cerca de 80 países.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos