O País – A verdade como notícia

PMA agradece apoio da UE para as vítimas do ciclone

O Programa Mundial para a Alimentação das Nações Unidas (PMA) saudou uma contribuição da União Europeia em um milhão de euros no apoio ao trabalho do Grupo Global de Logística liderado pelo PMA em nome da comunidade humanitária, para o alívio de emergência ao povo de Moçambique em consequência do ciclone Idai e subsequentes cheias.

O PMA enviou para a Beira três helicópteros de transporte e um avião de carga para apoiar uma resposta humanitária mais ampla. Os aparelhos estão a ser usados para transportar alimentos, água, medicamentos, tendas e outros bens essenciais, bem como pessoal humanitário.

“A magnitude da destruição provocada pelo Idai não deixa dúvidas: as necessidades humanitárias são enormes. E a logística é crucial para ajudar a salvar mais vidas e apoiar os esforços de recuperação e reconstrução pós-desastre”, disse Karin Manente, Representante Nacional do PMA. “Somos gratos à União Europeia pelo apoio ao povo de Moçambique e à comunidade humanitária”.

O embaixador da União Europeia, Antonio Sanchez-Benedito, disse que é uma prioridade apoiar a gestão dos desastres naturais a um dos países mais propensos do mundo, como o caso de Moçambique.

"Para este fim, a UE pode contar com a perícia de longa data de parceiros como o PMA para prestar assistência essencial às autoridades nacionais após uma catástrofe.”, disse o embaixador.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos