O País – A verdade como notícia

Período de veda observado sem sobressaltos em Nampula

Os pescadores artesanais em Nampula estão a cumprir com a veda que proíbe a captura de camarão e caranguejo, entretanto, os fiscais das Pescas tiveram que destruir redes consideradas nocivas para a actividade pesqueira.

Desde 15 de Outubro que se observa um período de veda em toda a costa nacional, que proíbe a captura de caranguejo até 31 de Dezembro próximo. Por outro lado, está em vigor a veda para o camarão, que começou a 1 de Novembro e termina a 31 de Março de 2021.

Para o camarão, a veda observa-se no banco de Sofala, que na província de Nampula começa em Moma e vai até Mogincual, abrangendo cinco distritos.

Esta semana, os fiscais do Ministério do Mar, Águas Interiores e Pescas escalaram os distritos de Angoche e Larde para ver de perto o grau de cumprimento da medida.

“Estamos no centro de pesca de Naholoco no distrito de Larde e como pode-se ver, os pescadores não se fizeram à faina, estão todos com as redes fora do mar e a apreciação que temos é que os pescadores têm se esforçado para observarem a veda”, disse Zebedeu Gouveia, ponto focal de fiscalização.

O período de veda visa garantir a reprodução e crescimento de espécies cuja a abundância nas águas territoriais nacionais precisa de uma gestão sustentável.

Entretanto, o uso de redes finas na pesca é um dos inimigos dessa gestão, por isso quando os fiscais encontram esse tipo de artes de pesca destroem, tal como aconteceu em Larde, quando os fiscais aperceberam-se que numa das redes dos pescadores havia a rede usada na construção civil para evitar a entrada de insectos nas casas, pelo que configura-se fina.

“Aqui no centro de pesca de Naholoca não usamos essa rede mosquiteira e nem queremos”, disse Babugy Assiade, um dos pescadores que operam na área ora fiscalizada.

Na província de Nampula, os pescadores artesanais contribuem com 90% do pescado capturado e são responsáveis pelo fornecimento de matéria-prima que faz funcionar as fábricas de processamento de mariscos.

 

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos