O País – A verdade como notícia

Perfil dos óbitos por COVID-19 em Moçambique

Em quase três meses o Coronavírus tirou a vida a 20 pessoas em Moçambique. Em termos de perfil dos óbitos, ao contrário da realidade europeia onde maior parte das vítimas são idosos, em Moçambique morrem mais adolescentes, jovens e adultos.

Das 20 mortes registadas, quatro estão na faixa etária dos 0 e 14 anos, 11 na faixa etária dos 14 e 59 anos; e acima dos 60 anos de idade foram registadas quatro mortes.

Todas as vítimas da pandemia tinham doenças associadas, a destacar: 10 com problemas cardiovasculares, cinco cuja COVID-19 estava associada ao HIV e outras cinco que morreram da doença e com histórico de tuberculose.

Em termos de distribuição geográfica, a cidade de Maputo passou de segunda para primeira província com maior número de óbitos. A capital do país tem oito, das 20 mortes, seguida da província de Nampula com cinco óbitos, Tete e Manica com dois óbitos respectivamente, e Cabo Delgado, Zambézia e Gaza com um óbito, respectivamente.

Fora desses números, há que considerar a existência de quatro pessoas que tinham COVID-19 e que morreram por razões diferentes, como acidentes de viação, entre outros.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos