O País – A verdade como notícia

Pelo menos seis mil trabalhadores querem recuperar seus empregos na área de hotelaria e turismo  

O secretariado provincial dos Trabalhadores da Indústria Hoteleira, Turismo e Similares (SINTIHOTS) em Maputo, está a redobrar esforços para recuperar os postos de emprego perdidos durante a época de pico da COVID-19 no país.

O desemprego afectou directamente pelo menos 6 mil trabalhadores do sector, tendo alguns sido despedidos sem justa causa. Assim, pretende-se intensificar o diálogo com o patronato para garantir que os trabalhadores ora despedidos, possam reaver os seus empregos, uma vez que os negócios na área tendem a voltar à normalidade. Esta informação foi avançada, esta quinta-feira pelo secretário da organização, Goncalves Zitha, durante a VI sessão ordinária.

Zitha que classificou o período COVID-19 como o mais devastador para o sector, disse que ainda persistem muitos desafios para a recuperação dos postos de trabalho, tendo em conta que nem todos os operadores se mostram disponíveis a continuar com os negócios devido aos prejuízos acumulados.

“Diante dos desafios há uma necessidade de fazer a revisão dos compromissos assumidos, recuperar o tempo perdido, reorganizar e revitalizar os órgãos e estruturas, recuperar os sócios do SINTIHOTS
com contratos suspensos, recuperar os postos de trabalho, criar os novos comités
sindicais e admitir novos sócios”, revelou.

Perante o cenário acima referido, a agremiação considera que uma das principais dificuldades é conseguir recursos suficientes para realizar suas actividades de defesa dos direitos dos trabalhadores do sector, uma vez que muitos sócios estão com problemas para pagar as cotas, devido ao desemprego.

 

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos