O País – A verdade como notícia

Pedro Pereira Lopes lança “Uma introdução aos poetas de Moçambique”

O escritor Pedro Pereira Lopes irá lançar, logo à noite, uma obra literária por si organizada. A cerimónia de lançamento do Primeiro livro de poesia – uma introdução aos poetas de Moçambique está marcada para 18 horas, na Escola Portuguesa em Moçambique, na Cidade de Maputo.

 

O primeiro poema do livro organizado pelo escritor Pedro Pereira Lopes é da autoria de Adelino Timóteo e começa assim: “Experientes nadadores são as aves,/ a espécie que admiro”. O excerto é extraído do poema “As aves”. Na verdade, Adelino Timóteo é apenas o primeiro de 41 autores publicados na antologia Primeiro livro de poesia – uma introdução aos poetas de Moçambique. Entre tantos outros, pode-se ler Ana Mafalda Leite, Angelina Neves, Calane da Silva, Carlos Cardoso, Filimone Meigos, Eduardo White, Glória de Sant’Anna, José Craveirinha, Leite de Vasconcelos, Luís Carlos Patraquim, Mia Couto, Mutimati Barnabé João, Noémia de Sousa, Orlando Mendes, Rui de Noronha, Reinaldo Ferreira, Rui Knopfli, Rui Nogar, Sónia Sultuane e Tânia Tomé.

Constituído por 55 páginas, no livro Primeiro livro de poesia – uma introdução aos poetas de Moçambique, a escritora e editora Teresa Noronha, na introdução, avança que Pedro Pereira Lopes escolheu textos de poetas moçambicanos que cumprem, antes de mais, a função de encantar, de despertar ou de criar eventuais leitores do presente e do futuro.

Já para o prefaciador da obra literária, Alberto da Barca, Primeiro livro de poesia – uma introdução aos poetas de Moçambique é de uma selecção criteriosa a partir de uma vasta gama de autores moçambicanos. Por isso, garante o autor, permitirá aos leitores viajar, ao mergulharem no mundo maravilhoso das palavras que não usam regularmente. “Lendo este livro vão, com certeza, ficar surpresos e encantados com a arte de brincar com as palavras, dando-lhes novos significados e novas vidas”.

Editado pela Escola Portuguesa em Moçambique, o livro organizado por Pedro Pereira Lopes foi ilustrado por Filipa Pontes, artista visual e investigadora portuguesa. Entres os textos contemplados, encontram-se os que, inicialmente, foram publicados nos anos 60 a esta parte. Quiçá pela extensão temporal, Alberto da Barca entende que o livro irá permitir aos mais novos momentos de partilha de emoções, de cultura e de viagens, o que tanto pode enriquecer a cultura geral das meninas e dos meninos.

A publicação de Primeiro livro de poesia – uma introdução aos poetas de Moçambique insere-se nas comemorações do Dia Mundial da Língua Portuguesa, que hoje se comemora. O principal objectivo da publicação, conforme adianta a nota de imprensa sobre o lançamento, é proporcionar uma panorâmica dos vários poetas de Moçambique, desde a época colonial aos dias de hoje, através de poemas simples para todas as idades.

Na Escola Portuguesa de Moçambique – Centro de Ensino e Língua Portuguesa (EPM-CELP) o livro infanto-juvenil será apresentado pelo escritor e professor universitário Lucílio Manjate.

 

 

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos