O País – A verdade como notícia

Paulina Chiziane fala de “Modelos de mulher” em Boane

Foto: Embaixada de Espanha

A escritora Paulina Chiziane foi uma das convidadas a falar para raparigas no Lar Mamana Wa Kurula, Boane, este domingo.

As raparigas que vivem no Lar Mamana Wa Kurula, no Distrito de Boane, Província de Maputo, tiveram a oportunidade de estar e ouvir a Paulina Chiziane, a juíza Elisa Samuel, e a apresentadora Eva Trindade. No encontro deste domingo, o Prémio Camões 2021 explicou às meninas como foi insistente e constante até conseguir ser escritora, apesar de que no seu ambiente as pessoas não viam a sua opção com bons olhos.

Segundo uma nota de imprensa sobre o evento, Paulina Chiziane estimulou as meninas a serem águias e não galinhas, o que pressupõe uma busca persistente pela liberdade com os pés firmes no chão.

Já Elisa Samuel, segundo a mesma nota de imprensa, contou às meninas que Lurdes Mutola foi a primeira mulher que a inspirou a sonhar tão alto, sem ignorar a importância da educação no futuro das pessoas.

Por seu turno, Eva Trindade, que esteve no encontro na qualidade de moderadora do encontro, narrou a sua trajectória, explicando como as meninas devem sonhar sem permitir que alguém lhes corte as asas. “Que sejam porta-voz dos seus problemas de maneira construtiva”, afirmou.

O encontro com as raparigas do Lar Mamana Wa Kurula foi a segunda actividade realizada pela Embaixada de Espanha em Moçambique, no âmbito do projecto “Modelos de mulher”. O objectivo é pôr em contacto as mulheres moçambicanas que realizam uma actividade profissional ou artística com raparigas em idade escolar.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos