O País – A verdade como notícia

Partidos intensificam campanha nos distritos de Manica

No seguimento do vigésimo quarto dia de campanha eleitoral em curso no país desde o passado dia 31 de Agosto, em Manica, os partidos tendem a virar as suas atenções para os distritos, depois de na última semana terem olhado a capital provincial, Chimoio, como “zona de conforto” no processo de caça ao voto.

Assim, esta segunda-feira, os distritos de Gondola, Mossurize e Vandúzi, foram a preferência, respectivamente, dos partidos Frelimo, Renamo e MDM.

A cabeça-de-lista da Frelimo para Assembleia provincial de Manica, Francisca Domingos Tomás esteve no distrito de Gondola, concretamente na localidade de Muda Serração, onde num showmício por ela orientado, o qual foi antecedido de uma passeata, pediu votos para o partido de batuque e maçaroca e seu candidato presidencial Filipe Nyusi, prometendo emprego para jovens e desenvolvimento a vários níveis.

“Muitos projectos virão, muitas empresas irão instalar-se no nosso país porque o conflito armado acabou, e assim que acabou há condições para se abrir empresas para que os jovens tenham dinheiro e por via disso ganharem dinheiro. Não vamos distribuir dinheiro, não é assim que se faz”, prometeu Francisca Domingos Tomás a centenas de residentes de Musa Serração que acorreram ao showmício.

Enquanto isso, o cabeça-de-lista do MDM, Arone Mussualho esteve a caçar votos no distrito de Vandúzi, tendo privilegiado contacto interpessoal. Depois membros e simpatizantes daquela formação política foram juntar-se na sua sede, para fazer balanço das actividades do dia.

Mussualho, disse que caso o MDM e seu candidato Daviz Simango vençam as eleições, as péssimas condições de vida que a brigada de campanha eleitoral encontrou no bairro de expansão em vandúzi, passarão para a história, uma vez que “tudo vai mudar para o melhor”, segundo garantiu.

“Felizmente hoje fomos trabalhar num bairro de expansão onde há problemas de água, energia e saneamento. Clamaram também sobre a distância que percorrem para terem acesso ao centro de saúde. Mesmo as casas que caíram durante o ciclone idai, as populações ainda não conseguiram reconstruir porque não tiveram apoio do governo”, disse Mussualho, para quem “a solução desses problemas todos só é possível com a governação do MDM”.

Já o cabeça-de-lista da Renamo, Alfredo Magumisse deslocou-se aos povoados de Mavi e Goi-Goi no distrito de Mossurize, há cerca de 260 quilómetros da cidade de Chimoio.

 

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos