O País – A verdade como notícia

Participantes da Feira de Guiua em Inhambane não cumprem medidas de prevenção da COVID-19

Nem mesmo a COVID-19 parou a habitual Feira no Mercado de Guiua, em Jangamo. Milhares de pessoas dos distritos de Jangamo e Inhambane, juntam-se no local 2 vezes por semanas, para vender e comprar, porém, sem máscaras e muito próximas umas das outras.

Para disfarçar há quem quando interpelado pelo “O Pais" puxou um pouco da sua capulana. Uma dessas pessoas é a senhora Cacilda Rafael que disse ainda não ter comprado a máscara e por isso optou pela capulana.

Mas nem tudo vai mal por naquele mercado, pois entre vendedores e compradores há quem decidiu usar a máscara de protecção e outros que na falta dela partiram para o improviso, falando o nariz e a boca com um lenço da cabeça enquanto aguarda pela máscara que encomendaram com os costureiros.

A entrada do mercado não há água e sabão para a higienização, mas o gestor do mesmo diz que aos poucos vão melhorando a situação.

Jacinto Macamo é gestor do mercado e diz que na falta de recipientes para colocação de água, a orientação é que cada vendedor leve consigo uma garrafa que contém água e sabão, a através da qual os clientes podem higienizar as mãos.

Depois das compras, o autocarro de passageiros é para a muitos o único meio de transporte acessível, porém, o que não está acessível para todos são as máscaras de proteção.

 

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos