O País – A verdade como notícia

Paradona toma posse comprometido em unir escritores

Foto: O País

A cerimónia de tomada de posse dos novos órgãos da Associação dos Escritores Moçambicanos (AEMO) realizou-se esta quarta-feira, na Cidade de Maputo. Filimone Meigos preside a Mesa da Assembleia, Carlos Paradona dirige o secretariado e Luís Cezerilo preside o Conselho Fiscal.

Os novos órgãos directivos da Associação dos Escritores Moçambicanos tomaram posse esta quarta-feira, na sede da agremiação em Maputo. Na sessão, coube, primeiro, ao escritor Juvenal Bucuane, na qualidade de membro presente mais antigo da AEMO, orientar a tomada de posse do Presidente da Mesa da Assembleia, Filimone Meigos. Depois disso, o poeta dirigiu-se aos confrades para confirmar o escritor Carlos Paradona como Secretário-Geral da associação.

No seu discurso de tomada de posse, Carlos Paradona referiu-se a necessidade de preservar uma AEMO de todos e para todos os escritores. E ainda justificou por que decidiu concorrer à renovação do seu mandato: “Não resisti à tentação de transcorrer parte das realizações conquistadas nos últimos três anos. Concretamente, exemplificando, a requalificação e a valorização das nossas instalações, as acções de âmbito social em benefício dos nossos associados. Concretamente, alocação de terrenos aos membros, o garante da inscrição na segurança social ou a vacinação privilegiada contra a COVID-19, fora outras acções da valorização da nossa literatura”. Entre tais accoes, Paradona destacou as sessões No gume da palavra, a edição e tradução de obras de autores moçambicanos no estrangeiro.

Ainda no seu discurso de tomada de posse, Carlos Paradona afirmou que a AEMO tem um registo de mais de 100 autores como membros efectivos. Entretanto, desse universo, menos de duas dezenas participam na vida associativa. Por isso mesmo, “como continuidade do nosso trabalho realizado no último triénio, propomo-nos a juntar esta grande família de escritores filiados à AEMO, que, por razões várias, parte dos seus membros tem-se apartado do convívio literário”.

O Secretário-Geral da AEMO sublinhou que o novo secretariado pretende abrir uma nova página na nossa vida associativa, buscando a valorização de cada membro em função da sua obra literária, desencorajando todo e qualquer acto que induz a uma perniciosa competição entre os escritores, “pois entendemos a literatura como um edifício onde cada componente é de suma importância para a diversificação e enriquecimento conjunto da nossa vasta bibliografia. Para nós, o que vale é o mérito literário”.

Na sessão desta quarta-feira, Filimone Meigos, na qualidade de Presidente da Mesa da Assembleia, defendeu a necessidade de os escritores discutir uma agenda que continua a ser comum. “Temos de discutir mais sobre a noção de crescimento que queremos para AEMO. Pois, de contrário, vamos continuar com a Lista A ou com a Lista B. Não me parece que isso seja a solução para AEMO. A AEMO é uma única lista, a AEMO é uma confraria. Por isso, somos confreiras e confrades. A confraria, normalmente, é caracterizada pelo facto de perseguir objectivos comuns. A mim me parece, e estou convicto disso, que continuamos a ter esses objectivos comuns, que é, basicamente, expandir a literatura”.

Com a tomada de posse desta quarta-feira, a Mesa da Assembleia-Geral passa a ser composta por Filimone Meigos (Presidente), Fernando Manuel (Vice-Presidente), Helga Languana (Relator). Já o secretariado é composto por Carlos Paradona (Secretário-Geral), Pedro Muiambo (Secretário-Geral-Adjunto), Alex Dau (Vogal para Programas e Finanças), Solange Macie (Vogal para Assuntos de Género), Deusa de África (Vogal para Extensão Territorial Sul), Francelino Wilson (Vogal para Extensão Territorial Centro), Manecas Cândido de Azevedo (Vogal para Extensão Territorial Norte) e Delmar Gonçalves (Vogal para Relações Exteriores). Por fim, no Conselho Fiscal estão Luís Cezerilo (Presidente), Sangare Okapi (Vice-Presidente) e Lídia Mathe (Relator).

E porque neste 2022 celebras-se os 100 anos do aniversário natalício de Craveirinha, Carlos Paradona anunciou que a 27 de Maio será conhecido o novo Prémio José Craveirinha de Literatura.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos