O País – A verdade como notícia

País consome cerca de 1000 MW de energia e prevê subir para 8 mil em 2043

O país consome neste momento cerca de mil megawatts de energia e prevê subir para 8 mil megawatts em 2043 onde mais de 50 por cento de produção será com base no gás natural. O governo elaborou um plano integrado para o sector energético e garante que a partir de 2025 vai vender energia à Mozal.

Em 2018, 30 por cento dos moçambicanos têm acesso à energia eléctrica e em 2043 estes números deverão saltar para 100 por cento de acesso, mas para isso é preciso assegurar uma série de investimentos.

“Avançamos com algumas centrais que é o caso de Ressano Garcia, a gigawatt kuvaninga e a central térmica recentemente inaugurada. Há outros projectos associados que estão neste momento em curso em termos de geração, falo da central térmica de Temane que é uma parceria entre a Sasol e a EDM”, disse o vice-ministro dos Recursos Minerais e Energia, Augusto Fernando.

Esses projectos fazem parte do Plano Director Integrado de Infra-Estruturas de Electricidade aprovado semana passada pelo conselho de ministros.

 

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos