O País – A verdade como notícia

Ossufo Momade promete justiça social e emprego para juventude em Namacurra

O candidato da Renamo, Ossufo Momade, escalou, hoje, a província da Zambézia, no âmbito da campanha eleitoral. Por volta das 14h00, desembarcou no Aeroporto de Quelimane e seguiu para a vila sede distrital de Namacurra, cerca de 70 quilómetros da cidade capital da Zambézia.

 Na entrada ao distrito, Ossufo Momade foi recebido por motoqueiros e ciclistas que o aguardavam. A caravana seguiu até ao campo distrital de Namacurra palco do showmicío de caça de ao voto. Uma moldura humana, entre ela membros da Renamo, simpatizantes e parte da população da vila sede aguardavam a chegada do candidato presidencial da Renamo.
 
Momade fez, na ocasião, duras críticas ao governo do dia devido à má distribuição da riqueza. O problema, na sua opinião, deve-se, fundamentalmente, à corrupção que envolve “uma grande elite da Frelimo”.

“A mesma elite para além de saquear recursos naturais que Deus colocou para os moçambicanos, minam a entrada de investidores que escalam o nosso país para abrir empresas mas que encontram muitas dificuldades porque eles os da Frelimo pedem que lhes sejam pago valores de facilitação dos investimentos”, disse o candidato da Renamo, acrescentando que o seu partido quer “acabar com esta pouca vergonha que em desgraça grande parte dos moçambicanos”.
 
No seu namorar ao eleitorado, Ossufo disse que se for eleito, o governo da Renamo vai visitar vários países para atrair investidores no sentido de criar empregos para a juventude, que muito precisa.
 
Ossufo criticou ainda o actual estágio da saúde no país. No seu entender, não se explica o nível de corrupção que se verifica no sector. Na sua opinião, muitas mães são sujeitas a pagar dinheiro para ter atendimento condigno nas maternidades.

“Para além da maternidade vocês sabem que os nossos médicos atendem por vezes mal aos nossos irmãos. Por outro lado receitam medicamentos que quando os doentes vão as farmácias dia hospitais os medicamentos não existem. Isso é mau para a saúde dos moçambicanos que merecem dignidade humana, por isso no dia 15 de Outubro votem na Renamo e no seu candidato para mudarmos a vida para o melhor no nosso país”, afirmou o presidente da Renamo.

No recenseamento eleitoral de 2019, pouco mais de dois milhões de eleitores foram inscritos na Zambézia e são esperados nas urnas nas eleições gerais deste ano.
Nos próximos nove dias, Ossufo vai “caçar votos” no segundo maior círculo eleitoral do país.
 

 

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos