O País – A verdade como notícia

“Os dialetos do Amor”

Rudêncio Morais, o falso poeta, lançou, esta quinta-feira, em Maputo, a sua primeira obra literária. Intitulada “Os dialetos do Amor”, o falso poeta expressa o amor nos diferentes dialetos que lhe saem da alma.

Nascido no distrito de Gurué, província da Zambézia, Rudêncio de Rodolfo Novais Morais, ou simplesmente o falso poeta, é mestrado em Engenharia Geológica e de Minas pela Universidade de Coimbra, em Portugal.

Apesar de se ter formado nesta área, o autor é apaixonado pelas letras, daí a necessidade da exteriorização dessa paixão através da escrita.
Coube ao escritor Adelino Jorge apresentar as várias esferas da vida e do “Eu Existencial” na obra os dialetos do amor.

Na sequência, Aurélio Ginja, prefaciador da obra disse que a experiência foi muito boa, uma vez que toda a literatura requere uma cooperação interpretativa do mentor.

E a quem diga que os dialetos do amor não só falam da paixão, ternura, palavra, como também trazem a dor das diversas formas de amar.
Para além do dialetos do amor, o falso poeta promete para Agosto o lançamento da obra “Solturas do amor“.  

 

 

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos