O País – A verdade como notícia

Os 26 Mambas que vão atacar Camarões

O seleccionador nacional chamou 26 jogadores para a dupla “Operação Camarões”, com destaque para os regressos de Mexer, Kamo-Kamo e Kambala, em relação à última convocatória, para além de Malembane, que poderá fazer a sua estreia nestes dois jogos. Em sentido contrário, Domingues, Edmilson e Ratifo foram novamente preteridos.

Depois de dois jogos mal conseguidos por parte dos convocados de Horácio Gonçalves, nomeadamente o empate caseiro diante da Costa do Marfim, e a derrota mal digerida diante do Malawi, na África do Sul, adicionado à chamada pelo secretário de Estado do Desporto para o respeito pelo espaço da selecção nacional, na convocatória da semana passada com vista aos embates diante dos Camarões, referentes às 3ª e 4ª jornadas da fase de qualificação ao Mundial do Qatar, em 2022, já houve novidades.

Mexer, Kambala, Kamo-Kamo, Malembana, Dayo e Lau King, que tinham sido preteridos nas duas primeiras jornadas de qualificação ao Mundial, desta vez foram chamados. Horácio Gonçalves diz que não é alarmante o facto de não terem sido chamados naquela altura e o serem agora. Tanto mais que há outros tantos que não constam da convocatória do seleccionador nacional, casos de Domingues, Edmilson e Ratifo, que foram novamente preteridos.

No final de semana, alguns destes jogadores estiveram em acção e a sua prestação foi a seguinte:

Apenas Ivan esteve na baliza

Do trio da baliza chamado para este embate, nomeadamente Ernan, do Ferroviário de Maputo, Victor Guambe, do Costa do Sol, e Ivan, da Black Bulls, apenas o guarda-redes dos “touros” esteve em acção, no embate diante da Liga Desportiva de Maputo. Os outros dois estão lesionados e, por isso, não deram o seu contributo aos seus clubes.

Quase toda defesa em acção

No que diz respeito ao sector defensivo, todos os jogadores convocados estiveram em acção no final de semana. Dos que actuam internamente, Cigano, pela Liga Desportiva de Maputo, Martinho e Fidel, pela Black Bulls, estiveram em campo no embate entre ambos, o mesmo acontecendo com Betão, na vitória da Associação Desportiva de Vilankulo diante do Ferroviário de Nacala por 2-0. Danilo também jogou e ajudou o Costa do Sol a vencer o Desportivo Maputo à tangente.

Dos que actuam fora de portas, Zainadine foi o pivot da defesa maritimista diante do Sporting, que só venceu graças a uma grande penalidade nos descontos, tal como Reinildo, na vitória rara do Lille na liga francesa. Os dois jogadores viram cartões amarelos. Já Mexer também foi titular na partida em que a sua equipa, o Bordeaux da França, recebeu a sua antiga equipa, o Rennes.

Bonera e David Malembane, por seu turno, ainda não fizeram nenhum minuto pelo Marítimo B e Lokomotiv Plovdiv da Bulgária, respectivamente, desde o início da temporada.

Witi marca no grupo dos médios

Na zona intermediária, foram sete jogadores chamados e, destes, destaque vai para Witi, que marcou um golo na vitória do Nacional diante do Vinhais, em partida das eliminatórias da Taça de Portugal. Outros jogadores de destaque são Kambala, que não evitou a derrota do Baroka diante do Amazulu, tendo sido substituído aos 79 minutos depois de ver o cartão amarelo, Luís Miquissone, que iniciou no banco de suplentes na vitória do Al Ahly diante do Enppi, para a Taça do Egipto.

Geny Catamo, que tem estado a trabalhar com a equipa principal do Sporting nesta temporada, tendo sido suplente nos últimos jogos dos “leões”, tanto para o campeonato como para a Liga dos Campeões, diante do Marítimo, não foi escalado por Rubem Amorin, na sexta-feira.

Dos que actuam internamente, Nené alinhou a titular pelo Costa do Sol, enquanto o seu colega Nilton está a recuperar-se da lesão sofrida. Shaquile também esteve na equipa principal do Ferroviário de Maputo, que perdeu para o homónimo da Beira, na Machava.

Dayo foi único de “fora” nos avançados

No que à frente do ataque diz respeito, o destaque é o regresso de Dayo, que, ainda assim, não jogou este sábado, devido a uma lesão. Kamo-Kamo esteve na equipa principal do Vitória de Setúbal, tendo sido substituído aos 83 minutos, quando a sua equipa já tinha garantido a vitória diante do Vianense, para a eliminatória da Taça de Portugal.

Os restantes avançados, Melque e Victor, ambos da Black Bulls, Estevão, da Liga Desportiva de Maputo, no embate entre as duas equipas, bem como Lau King, na recepção da União Desportiva de Songo ao Ferroviário de Lichinga, também foram jogadores utilizados pelos respectivos treinadores nesta jornada do Moçambola 2021.

 

EIS A LISTA DE CONVOCADOS:

Guarda-redes: Herman (Fer. Maputo), Victor (Costa do sol) e Ivan (Black Bulls).

Defesas: Ciganinho (Liga Desportiva de Maputo), Fidel (Black Bulls), Bonera (Marítimo), Martinho (Black Bulls), Betão (ADV), Zainadine Júnior (Marítimo), Mexer (Bordeaux), Malembane (Lokomotiv Plovdiv), Reinildo (Lille), Danilo (Costa do sol)

Médios:

Nené (Costa do Sol), Kambala (Boroka), Shaquile (Fer. Maputo), Nilton (Costa do Sol, Geny Catamo (Sporting), Luís Miquissone (Al Ahly) e Witi (Nacional).

Avançados:

Kamo-Kamo (Setúbal), Melque (Black Bulls), Dayo Fer. (Beira), Lau King (União Desportiva de Songo), Estevão (Liga Desportiva de Maputo e Victor (Black Bulls).

Moçambique viaja, a 6 de Outubro, a Douala, para, no dia 8, defrontar os Camarões e, no dia 11, já em casa emprestada, Marrocos, voltar a jogar com o mesmo adversário.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos