O País – A verdade como notícia

Órgãos eleitorais acusados de registarem pessoas para votarem na Frelimo

A Renamo acusou esta segunda-feira os órgãos de estarem a registar e incentivar os eleitores para votarem na Frelimo, partido que classifica a acusação de infundada e sem cabimento.

A preocupação foi apresentada ao nível da província de Maputo, no 31º da campanha eleitoral. A acusação da perdiz foi feita pelo seu cabeça-de-lista ao nível da província de Maputo, António Muchanga, quando pedia voto no Boquisso, um dos bairros da autarquia da Matola.

“Membros dos órgãos eleitorais andam pelos bairros a recolher dados dos cartões de eleitor, registam pessoas e incentivam-nas a votarem na Frelimo" acusou Muchanga.

"Estamos preocupados com o silêncio de quem de direito, porque este é um fenómeno que acontece em quase todos os cantos da província de Maputo. Sabemos que estão a preparar a fraude eleitoral, cujo objectivo é garantir voto ao partido Frelimo”, queixou-se o cabeça de lista.  

Deste modo, o cabeça-de-lista da Renamo exortou aos eleitores a não se distraírem nem se deixarem intimidar com o provável registo de pessoas.

“Queremos alertar as pessoas para não se deixar intimidar com aqueles que andam a recolher dados pessoais e a fazer registo dos eleitores, porque desta vez, estamos atentos e não vamos permitir que haja roubo dos vossos votos”, disse Muchanga.

 

Acusações "falsas"

Do lado do partido Frelimo, a resposta não tardou. Ao nível da província de Maputo, o partido classifica as acusações de infundadas, e diz que a oposição está equivocada.

“Nós como partido político não temos essa cultura de recolha de cartões, mas também sabemos que há partidos políticos que fazem de tudo, até recolhem cartões de idosos para impossibilitá-los de irem votar no dia 15 de Outubro", reagiu Alves Cossa, que representava a Frelimo na conferência de imprensa realizada terça-feira.

 

Trinta dias em balanço

Esta segunda-feira, o partido Frelimo reservou o dia para fazer o balanço dos 30 dias de campanha eleitoral já transcorridos.
O partido mostrou-se satisfeito com os resultados obtidos neste período, porque segundo frisou, conseguiu um nível de cobertura de 82%.

Com o índice de cobertura já atingido, a Frelimo está confiante que vai atingir os 100% de cobertura até ao fim da campanha. Nesta terça-feira, a Frelimo vai trabalhar no distrito de Boane e a Renamo no distrito da Manhiça.

 

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos