O País – A verdade como notícia

Organizações humanitárias suspendem acções na Etiópia

Foto: UN

A Organização das Nações Unidas anunciou, na segunda-feira, que as organizações humanitárias suspenderam as suas acções no noroeste da Etiópia, depois do ataque aéreo sobre um campo de refugiados que culminou com a morte de pelo menos 56 pessoas.

A tensão entre o Governo e as Forças Rebeldes de Tigray tendem a piorar. Face a esta situação, as organizações humanitárias suspenderam, neste domingo, as actividades no Noroeste da Etiópia devido a ameaças contínuas de ataques de drones na região.

Segundo a Organização das Nações Unidas, a falta de bens essenciais, nomeadamente material médico e combustível, dificulta a resposta aos feridos e quase destruiu o sistema de saúde naquela região.

Com a intensificação dos ataques, às Nações Unidas exortaram todas as partes do conflito para respeitarem as suas obrigações relativas ao Direito Internacional Humanitário.

O ataque em Tigray ocorreu na tarde do último sábado onde pelo menos 56 pessoas morreram e 126 ficaram feridas. Para as autoridades locais, o Governo de Abiy Ahmed é que está por detrás da hostilidade.

 

 

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos