O País – A verdade como notícia

Ordem para regressar às quadras!

A equipa sénior masculina de basquetebol do Ferroviário de Maputo pode voltar aos treinos, à luz do Decreto nº 51/2020 de 1 de Julho, que autoriza a retoma das actividades desportivas para as modalidades que participam nas competições internacionais em representação  do país.

Ferroviário de Maputo está qualificado para a fase final da Liga Africana de Basquetebol, BAL, competição organizada conjuntamente pela FIBA e NBA, cujo investimento inicial é de um milhão de dólares com possibilidade gradual de se subir os valores para dois e três milhões nos próximos anos.

Com compromissos já firmados, à luz do regulamento da BAL que impõe a contratação de jogadores estrangeiros para conferir maior qualidade a prova, o Ferroviário de Maputo foi abrangido no leque de equipas autorizadas a treinar mediante o cumprimento de todas medidas de prevenção e combate ao novo coronavírus.

Em nota enviada às federações desportivas de modalidades individuais e outras que irão representar Moçambique em eventos internacionais, a Direcção Nacional de Desporto de Alto Rendimento refere que a autorização de retoma enquadra-se no Decreto nº 51/2020 de 1 de Julho, que autoriza as actividades desportivas para as modalidades que participam nas competições internacionais em representação  do país.
Mas há aspectos que devem ser salvaguardados para que os atletas não estejam expostos ao risco de contaminação da Covid-19.

É, aliás, tendo em conta o cumprimento rigoroso das medidas preventivas que a Direcção Nacional de Desporto de Alto Rendimento enviou para as federações abrangidas neste processo de retoma dos treinos uma proposta de protocolo sanitário que deverá ser harmonizada com o protocolo definido pelas respectivas federações internacionais.

Os campeões nacionais estão inseridos na divisão Nilo, juntamente com Union Monastir da Tunísia,  Zamalek do Egipto, Rivers Hoopers da Nigéria, Patriots do Ruanda e FAP dos Camarões. O conjunto orientado por Milagre “Mila” Macome, lembre-se, encaixou cerca de quatro milhões de meticais com a qualificação para a fase final da Liga Africana de Basquetebol. Os “locomotivas” deverão, na divisão Nilo, vestir a marca Jordan, um dos principais patrocinadores da BAL.

 

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos