O País – A verdade como notícia

Ordem dos Médicos reprova cerca de 70% dos candidatos

A Ordem dos Médicos de Moçambique reprovou cerca de 70% dos candidatos a médicos submetidos a exames de certificação para o exercício da medicina. De acordo com um comunicado da Ordem dos Médicos de Moçambique foram examinados 124 candidatos a médicos, tendo aprovado apenas 38. Portanto, 86 candidatos são formados em medicina, mas não podem exercer a actividade.  
O documento publicado este mês mostra que a Universidade Eduardo Mondlane submeteu 30 candidatos aos exames da Ordem, tendo aprovado 15, o que corresponde a uma reprovação de 50%.
A Universidade Católica de Moçambique teve 14 aprovados na certificação da Ordem, sendo a maior taxa de aprovação, pois representa 58% dos 24 candidatos submetidos por esta instituição.
As restantes instituições de ensino superior nacionais que submeteram estudantes têm reprovações a 100%. O Instituto Superior de Ciência e Tecnologia de Moçambique – ISCTEM submeteu oito candidatos e todos chumbaram.
O Instituto Superior de Ciência e Tecnologia Alberto Chipande – ISCTAC submeteu 15 candidatos e todos chumbaram.
Das instituições de ensino superior de fora de Moçambique inscreveram-se 22 candidatos, tendo aprovado nove, o que representa uma taxa de reprovação de cerca de 60%.
A cifra de cerca de 70% de reprovados, de Agosto corrente, representa uma deterioração do desempenho dos candidatos a médicos, na mediada em que, no comunicado de Maio último da Ordem dos Médicos, a cifra de reprovados situou-se nos 50%. 

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos