O País – A verdade como notícia

Onze malawianos retidos na cidade de Maputo

Onze malawianos foram retidos, ontem, no Terminal Rodoviário Interprovincial da Junta, na cidade de Maputo, porque os transportadores se recusaram a levá-los para o seu destino, alegadamente porque sofrem extorsão por parte das autoridades durante a viagem com cidadãos estrangeiros.

A viagem dos 11 cidadãos malawianos, da África do Sul para o país de origem, terminou no Terminal Rodoviário Interprovincial da Junta, em Maputo, na manhã desta terça-feira.

Os transportadores negaram seguir viagem, explicando que têm sido hábito a Polícia extorqui-los por levar estrangeiros a bordo das suas viaturas. Nessas situações, segundo os nossos entrevistados, não importa se os estrangeiros estão ou não em situação legal no país.

“Nós detectamos isso nas primeiras horas de hoje, porque nós, de uma ou de outra forma, fazemos o trabalho da migração, ou seja, fazemos o controlo que devia partir da parte deles, mas, em contrapartida, eles têm-nos perseguido, prendendo os nossos funcionários e aplicando-nos multas’’, disse Paulo Mutisse, vice-presidente da MOTRANS.

De acordo o responsável, os cidadãos malawianos, cuja viagem foi recusada, devem ser orientados pelas autoridades sobre como proceder de modo a chegar ao país de origem.

Por sua vez, o Serviço Nacional de Migração disse ao jornal “O País” que não passaria uma guia aos transportadores, porque os mesmos documentos são usados para fins alheios.

”As guias são somente passadas aos cidadãos se estiverem acompanhados de um agente da migração para o momento de repatriamento. Os transportadores com essa nova dinâmica se vêm ameaçados, pois apertamos o cerco e não deixamos espaço para nenhuma irregularidade, sobretudo a consequência de transportar cidadãos que não têm documentos necessários. Nós, como migração, temos como função verificar a entrada, permanência e saída de indivíduos do território nacional”, informou Celestino Matsinhe, porta-voz do Serviço Nacional Migração, na Cidade de Maputo.

De acordo com as autoridades, os cidadãos malawianos apresentam todos os documentos necessários para viajar até Malawi.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos