O País – A verdade como notícia

ONU condena invasão russa à Ucrânia

Foto: Epthinktank

Dos 193 Estados-membros das Nações Unidas, 141 aprovaram uma resolução que condena a invasão russa na Ucrânia. Porém, 35 países abstiveram-se, dos quais Moçambique e Angola. Cinco países votaram contra a resolução, nomeadamente a Rússia, Síria, Bielorrússia, Coreia do Norte e Eritreia.

Na quarta-feira, enquanto a Rússia bombardeava Kharkiv, a segunda maior cidade ucraniana, a Assembleia Geral das Nações Unidas apresentava um texto através do qual deplora a agressão russa contra a Ucrânia e exige que Moscovo ponha fim à sua intervenção militar e retire, imediatamente e incondicionalmente, as suas tropas do país vizinho.

O texto, apresentado pela União Europeia em coordenação com a Ucrânia, e subscrito por mais de uma centena de países, lamenta nos mais veementes termos a agressão da Rússia à Ucrânia, refere a imprensa internacional, explicando que as Nações Unidas, reafirma o seu apoio à soberania, independência, unidade e integridade territorial da Urânia, incluindo as suas águas territoriais.

No documento, lamenta-se o envolvimento da Bielorrússia no ataque à Ucrânia e apela-se ao acesso, sem entraves, à ajuda humanitária.

Segundo a DW, a Assembleia Geral das Nações Unidas foi convocada para sessão de emergência, a primeira desde 1997, depois de não ter sido possível fazer passar uma resolução condenando a invasão russa da Ucrânia no Conselho de Segurança, onde a Rússia, como membro permanente, tem poder de veto.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos