O País – A verdade como notícia

Ómicron está cada vez mais dominante na África do Sul

Foto: News24

O ministro da Saúde sul-africano, Joe Paahla, diz que a nova variante do novo Coronavírus, Ómicron, está a tornar-se dominante na África do Sul e que é responsável por 70 por cento dos casos de COVID-19 desde Novembro.

Nas últimas 24 horas, a África do Sul teve cerca de 22.391 novas infecções por COVID-19 de um total de 75.251 pessoas testadas à doença, o que representa uma taxa de positividade de 29.8 por cento, segundo o Instituto Nacional de Doenças Infecciosas, números atribuídos a nova variante do novo Coronavírus, Ómicron.

Numa conferência de imprensa, esta sexta-feira, o ministro de Saúde Sul-africano, Joe Paahla, disse que a nova estirpe está a tornar-se dominante no país e está a ultrapassar a variante Delta.

O governante revelou que cerca de 70 por cento dos casos de COVID-19 identificados desde Novembro estão relacionadas à variante Ómicron, divulgada à comunidade internacional em 25 de Novembro pela África do Sul.

Phaahla disse que a transmissibilidade da estirpe é duas vezes e meia superior à registada no país por qualquer outra variante da doença respiratória pandémica até à data.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos