O País – A verdade como notícia

Oito mil estudantes beneficiam de computadores e livros em Vilankulo

A vida estudantil fica cada vez mais exigente, sendo por isso imprescindível o acesso às tecnologias de informação e comunicação. Mas essa é uma realidade ainda muito distante para vários alunos em Inhambane. O "O País" encontrou na Escola primária de Vilankulo,  ngelo e Marta que são apenas um exemplo de estudantes que dependiam de terceiros para ter acesso a um computador.

Ângelo tinha de pedir emprestado o computador do seu pai que entretanto nem sempre estava disponível, uma vez que ele, o pai usava para trabalhar. Por conta disso, o computador só estava disponível para si aos finais de semana.
 
Mas a realidade dos dois estudantes e de outros 8 mil no distrito de Vilankulo mudou desde esta sexta-feira. É que a Vodacom através do projecto “Faz Crescer” entregou a três escolas de Vilankulo e Mapinhane 60 computadores ligados à internet e mais de 600 livros diversos.
 
O Presidente do Conselho de Administração da Vodacom, Salimo Abdula, referiu que agora com acesso a bibliotecas no mundo todo, está dado um passo para o desenvolvimento do país pois para já, os estudantes têm condições de procurar investigar sobre as estratégias de investigação pelo mundo a fora e aplicar a realidade do distrito.
 
A iniciativa é vista como uma mão na roda, até porque agora o espaço para busca de conhecimento é ilimitado. O edil de Vilankulo, William Tuzine, recordou aos estudantes da sua obrigação na conservação do equipamento, de modo a que o mesmo seja usados por longos anos.
 
Salimo Abdula reforçou na ocasião o compromisso da Vodacom em contribuir para a educação no país.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos