O País – A verdade como notícia

Oito consórcios concorrem para projecto Hidroeléctrico de Mphanda Nkuwa

Foto: DW

Oito consórcios submeteram candidaturas para a fase de pré-qualificação do parceiro estratégico do Estado para a implementação do projecto Hidroeléctrico de Mphanda Nkuwa. O prazo para a submissão de documentos terminou na segunda-feira. No dia 19 de Abril, iniciou a avaliação das propostas.

“Decorre a avaliação das SOQ por um comité de avaliação composto pelo Ministério dos Recursos Minerais e Energia, Ministério da Economia e Finanças, Ministério da Terra e Ambiente, Ministério do Trabalho, Emprego e Segurança Social, Banco de Moçambique, Hidroeléctrica de Cahora Bassa, Electricidade de Moçambique e o Gabinete de Implementação do Projecto”, aponta um comunicado.

Na lista constam empresas das Maurícias, Zâmbia, Zimbabwe, China, Japão, Itália, Noruega e França. O concurso foi lançado em Dezembro de 2021 e 34 empresas nacionais e internacionais adquiriram o Caderno de Encargos de pré-qualificação (RFQ).

Segundo uma nota de imprensa do Gabinete de Implementação do Projecto, o prazo para a submissão da Declaração de Qualificação foi prorrogado de 28 de Fevereiro de 2022 para 18 de Abril de 2022, devido a múltiplos pedidos dos concorrentes.

De acordo com o documento, após a conclusão do processo de pré-qualificação, será lançado o processo de qualificação (RFP) que culminará com a submissão de Propostas de desenvolvimento do projecto Hidroeléctrico de Mphanda Nkuwa dos candidatos pré-qualificados.

Já o acordo de desenvolvimento e implementação do projecto será assinado entre a EDM e a HCB, que representam o sector público e o parceiro estratégico seleccionado.

Importa lembrar que a barragem de Mphanda Nkuwa, a ser construída no rio Zambeze, província de Tete, poderá estar operacional até 2030, segundo os gestores do processo de implementação do projecto hidroeléctrico. Nesse sentido, foi assinado um acordo de cooperação entre Moçambique e Noruega.

Para os gestores do projecto, tal acordo vai ajudar na avaliação da sustentabilidade ambiental do empreendimento, uma das exigências dos financiadores.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos