O País – A verdade como notícia

Oitenta e nove pessoas livres da COVID-19 no país, o maior número desde Março

Mais 89 pessoas recuperaram da COVID-19 em Moçambique, disse o Ministério da Saúde, esta terça-feira. É o maior número de pacientes livres do vírus anunciado em um dia. Ao todo são 765 indivíduos curados, desde Março deste ano, altura em que o país iniciou a testagem.

Dos novos indivíduos sem já sem a COVID-19, três são da província de Tete, nove de Cabo-Delgado, 10 de Gaza, 15 da província de Maputo e 52 de Nampula.

Destes cidadãos, 87 são moçambicanos, um nigeriano e outro indiano, esclareceu o Ministério da Saúde, em comunicado enviado ao “O País”, sobre a recente a actualização da informação em relação ao novo Coronavírus.

Cumulativamente, o país registou 46 indivíduos internados devido à COVID-19, dos quais 10 ainda sob cuidados médicos nos centros de isolamento. “Todos padecem de patologias crónicas diversas, associadas” à doença.

Um indivíduo está internado na província de Nampula, quatro em Sofala e cinco na cidade de Maputo.

 

MAIS 56 PESSOAS TESTAM POSITIVO À COVID-19

Dos 1.844 suspeitos testados nas últimas 24 horas, 56 foram positivos, sendo 53 de transmissão local e três importados.

“Assim, o país tem cumulativamente 2.029 casos positivos registados” desde Março passado, “dos quais 1.851 de transmissão local e 178 casos importados”, explicou o Ministério da Saúde.

Trinta cidadãos foram descobertos na cidade de Maputo, que passa a ter 429 pacientes.

Outros nove casos, dos 56, são província de Maputo. Destes, quatro na cidade da Matola, igual número no distrito da Namaacha, um em Ressano. “Três casos resultaram da vigilância activa e seis do rastreio de contactos com casos positivos”, disse o Ministério do Saúde.

Mais sete cidadãos foram diagnosticados com Coronavírus na província de Nampula, sendo dois na cidade, outros dois no distrito de Mussoril, igual número em Nacala e um no distrito de Monapo.

A província de Cabo Delgado registou cinco pacientes novos com COVID-19, todos na cidade de Pemba, de acordo com a Saúde.

Tete registou três casos: um na cidade de Tete e dois na vila de Songo. “Todos resultam de vigilância nas unidades sanitárias”.

No distrito de Machaze, em Manica, houve mais um paciente com o novo Coronavírus; e outro no distrito de Gilé, na Zambézia.

Para garantir a eficácia das medidas com vista a conter a propagação da COVID-19, o Ministério da Saúde recomenda o “cumprimento rigoroso” do uso correcto de máscara “sempre que sair de casa, o distanciamento físico mínimo de 1,5 metro entre as pessoas, a lavagem das mãos com água e sabão ou uso de um desinfectante à base de álcool a 70%”, entre outras medidas.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos