O País – A verdade como notícia

Obras na conduta adutora reduzem em três horas a distribuição de água no Grande Maputo

Já arrancaram os trabalhos de manutenção da conduta adutora sobre o rio Incomáti, no distrito de Moamba, Província de Maputo.

Trata-se de obras que vão reduzir o tempo de distribuição de água, de 16 para 13 horas, afectando cerca de 21 mil clientes da área do Grande Maputo.

A empresa Águas da Região Metropolitana de Maputo (AdRMM, SA) refere que os referidos trabalhos se inserem no âmbito da monitoria e inspecção periódica das unidades de abastecimento de água, com destaque para a conduta adutora da Estação de Tratamento de Água-ETA, de Sábiè até aos Centros de Distribuição (CD) da Machava, Mathlemele e Guava, afectando os Postos Administrativos de Sabié, Pessene, e bairros Matola Gare, Tchumene II, Tsalala, Guava, Magoanine “C”, Chiango, Zimpeto-Vila Olímpica, na Cidade de Maputo.

De acordo com o director de Distribuição em Baixa da AdRMM, João Francisco, a acção visa garantir alguma segurança nas infra-estruturas, cuja duração vai implicar a interrupção do sistema por um período de oito dias alternados, com intervalo de cinco dias para a reposição de reservas nos CD.

Num outro desenvolvimento, João Francisco referiu que, em simultâneo, decorrem trabalhos de melhoria sobre a ponte de Campoane, na Província de Maputo, alinhados na intervenção contínua de manutenção e melhoria de infra-estruturas, mas a principal é a de Corumana.

“Esta obra não envolve custos adicionais; é recente e está dentro do período de garantia. O empreiteiro está a fazer as correcções como garantia de boa execução”, concluiu João Francisco.

Importa referir que a conduta sobre o rio Incomáti, que abastece a água aos CD da Machava, Matlemele e Guava, compreende uma extensão de 100 quilómetros e tem uma capacidade de volume de distribuição de 1000 milímetros.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos