O País – A verdade como notícia

Obras de alargamento da EN4 terminam em 2019

Há vários factores que são apontados pela TRAC, a empresa concessionária da EN4, como responsáveis pelo atraso dos trabalhos que arrancaram em Maio de 2017 e cuja previsão do fim é Dezembro do ano em curso.

“No âmbito da preparação do contrato, tinham sido usados dados dos últimos três anos da precipitação, e este ano tivemos um ano anormal, em que choveu um pouco mais do que aquilo que tinha sido nos outros anos; também tivemos alguns trabalhos rejeitados pela fiscalização e que o empreiteiro teve que repetir. E tivemos um pequeno incêndio na central de asfalto, o que obrigou à paralisação de pelo menos uma semana e teve que ser reparada”, disse, hoje, o porta-voz da TRAC, Fenias Mazive.

Por essa razão, segundo a AIM, o prazo de conclusão dos trabalhos foi revisto para Março de 2019. Os trabalhos a serem executados naquele troço visam colocar a estrada disponível com quatro faixas de rodagem a tempo inteiro em cada um dos sentidos.

O custo da execução do trabalho é de 2,4 biliões de meticais (um dólar equivale a cerca de 62 meticais ao câmbio do dia).

As obras consistem na construção de duas novas faixas de rodagem, alargamento de pontes rodoviárias e de drenagens perpendiculares, construção de drenagens laterais, passeios e paragens cobertas e iluminação pública.

Mazive pronunciou-se também sobre a reabilitação e alargamento da mesma EN4, mas no troço Ressano Garcia/Moamba, na província meridional de Maputo, cujos trabalhos consistem no pavimento da via, substituição de barreiras metálicas e alguma sinalização e substituição de corrimões e apoios e reparação de encontros nas pontes.

O trabalho arrancou em Abril de 2017 com o fim previsto para Dezembro próximo. Entretanto, a data revista para o fim do mesmo é Abril próximo. Até o momento o trabalho está executado em cerca de 80 por cento.

O troço a ser intervencionado é de cerca de 39,6 quilómetros e tem um custo de execução de 808 milhões de meticais. O contrato de concessão foi assinado a 5 de Maio de 1997 entre os governos moçambicano e sul-africano.

 

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos