O País – A verdade como notícia

“O poder passa por uma conquista”, Alcinda de Abreu

A Renamo e o Movimento Democrático de Moçambique, na província de Inhambane, apresentaram há dias reclamações sobre a alegada exclusão, pelo Secretariado Técnico de Administração Eleitoral, nas mesas das assembleias de voto bem como na selecção para mobilizadores comunitários.

Sobre as reclamações, Alcinda de Abreu, membro da Comissão Política e Chefe da Brigada Central da Frelimo, defendeu, ontem, em Inhambane, que o poder passa necessariamente por uma conquista.

Durante três dias, Alcinda de Abreu irá trabalhar na cidade da Maxixe, onde estão agendados encontros com os quadros do partido Frelimo com vista a preparação das eleições de 10 de Outro, que se avizinham.

A visita de trabalho da Chefe da Brigada Central da Frelimo, em Maxixe, termina sábado

 

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos