O País – A verdade como notícia

O menino que odiava números apresentado ao público na Escola Portuguesa de Moçambique

Celso Cossa vai apresentar aos leitores o livro O menino que odiava números, numa cerimónia a realizar-se no Átrio da Escola Portuguesa de Moçambique, na cidade de Maputo.

 

O livro vencedor do Prémio BCI de Literatura 2019 será lançado dia 30, às 18 horas. O menino que odiava números, de Celso Cossa, será apresentado ao público no Átrio da Escola Portuguesa de Moçambique – Centro de Ensino e Língua Portuguesa (EPM-CELP), enquadrado nas comemorações do XXI aniversário da instituição de ensino.

Ilustrado por Luís Cardoso, a obra de Celso Cossa foi a primeira infanto-juvenila a vencer o Prémio BCI no país.

Na história do livro, conforme sintetiza a nota de imprensa da Escola Portuguesa de Moçambique, Laerty, um menino que odeia números e que gosta de uma colega de turma que os adora, resolve apagar todos os números de uma página. Irritou-lhe bastante ver-se incapaz de resolver os exercícios de Matemática que lhe tinham ficado para os trabalhos de casa. E quando lhe falta apenas um número, o 7, para que o ‘numerocídio’ se consuma, Naisha, a sua irmã, o chama da cozinha, permitindo que o 7 se recomponha do susto e ganhe coragem de fugir para outras páginas e avisar a todos os números setes do perigo que se lhes avizinha.

Cumprindo uma promessa feita ao seu filho há 34 anos, continua a nota de imprensa sobre o lançamento, Vô Titino, irá ler para os seus netos, o Lae e a Erty, em pleno dia do seu aniversário, o primeiro livro da trilogia que o tornou num aficionado por números.

A apresentação de O menino que odiava números, de Celso Cossa, será feita pelo escritor Eduardo Quive e contará com um momento musical protagonizado por Lalah Mahigo.

Além de O menino que odiava números, Celso Cossa as seguintes obras: 7 estórias sobre a origem de quem come quem (Prémio 25 de Maio – 2015, contos, ilustrado por Mauro Manhiça); Dandiwa – a menina que ganhou uma bolsa de estudos (Menção Honrosa no Prémio Matilde Rosa Araújo 2015, conto, não publicado); O Gil e a bola gira e outros poemas para brincar (poemas, 2016, ilustrado por Luís Cardoso); O sol e o solzinho (Menção Honrosa no Prémio Matilde Rosa Araújo 2016, conto, não publicado); A capoeira dos 7 pintos (conto, 2017, ilustrado por Alberto Correia).

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos