O País – A verdade como notícia

Nyusi encoraja cooperativas a peencherem espaços na agricultura

Fortalecer o trabalho das cooperativas em prol de uma produção de qualidade, inclusiva e sustentável é um dos objectivos da Associação Moçambicana para Promoção do Cooperativismo Moderno (AMPCM). Por isso, mais uma vez, a associação expõe os seus produtos e serviços das 51 cooperativas membros, na FACIM.

A AMPCM recebeu no seu stand o Chefe de Estado, Filipe Nyusi, que, na sua breve paragem, encorajou as cooperativas a “procurarem peencher os espaços na cadeia de valor da Agricultura”.

Depois do breve contacto com o Presidente da República, a Presidente da AMPCM, Helena Bandeira, reforçou a importância desta feira ao afirmar que “o mais útil na Facim é a interacção com outros países que é uma mais valia por permitir a troca de experiências com vários empreendedores”.

A associação tem-se engajado na promoção das cooperativas de vários ramos de negócio distribuidos pelas suas 51 cooperativas e é na tentativa de reforço do seu trabalho que este ano expõe uma variedade de produtos e serviços representados através das dezenas de cooperativas. A AMPCM tem em exposição o arroz, milho, feijões, soja, amendoim, castanha de cajú, leite fresco e outros.

Os produtos em exposição foram embalados também por uma cooperativa membro da AMPCM, a COSAGRO – Cooperativa de Serviços Agrários de Moçambique.

Nesta edição da FACIM, a AMPCM tem apoio do We Effect – Centro cooperativo Sueco, no âmbito do Programa AGIR e financiado pelas embaixadas da Suécia, Holanda e Suiça.

Todos os anos a AMPCM marca presença na feira com objectivo de exibir suas actividades e angariar mais membros para o bem da produção e produtividade nacional e massificar a divulgação dos seus serviços, buscar estabelecer parceiros, trocas de experiências, oportunidades de mercados para produção dos seus membros e outras formas de oportunidades de negócio que possam fortificar e tornar as cooperativas cada vez mais sustentáveis, contribuindo para o desenvolvimento sócio-económico do País.

 

 

 

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos