O País – A verdade como notícia

Nyusi e Ramaphosa pedem à ONU para intermediar diálogo entre Rússia e Ucrânia

Foto: Notícias ao Minuto

O Presidente moçambicano e o da África do Sul, Filipe Nyusi e Cyril Ramaphosa, respectivamente, apelaram ao Conselho de Segurança das Nações Unidas para que crie condições para o diálogo entre a Rússia e a Ucrânia com vista a colocar um fim à invasão russa.

Os dois Chefes de Estado, que falavam, hoje, no fim da 3ª Sessão da Comissão Binacional entre a África do Sul e Moçambique, exortaram que se recorra “a uma abordagem equilibrada do conflito através do diálogo que atenderá as preocupações de segurança de ambas as partes no conflito”.

De acordo com a Lusa, a Assembleia-Geral da ONU aprovou uma resolução que condena a invasão russa à Ucrânia, com o apoio de 141 dos 193 Estados-membros das Nações Unidas.

Refira-se que a resolução contou com 35 abstenções, incluindo as da África do Sul, Moçambique e Angola.

Segundo o comunicado, a que a Lusa teve acesso, o Presidente moçambicano, Filipe Nyusi, e o seu homólogo Cyril Ramaphosa reafirmaram “a urgência de reformar o Conselho de Segurança das Nações Unidas”.

O Presidente Ramaphosa reiterou o apoio da África do Sul à candidatura de Moçambique para o Conselho de Segurança da ONU como membro não permanente em 2022/23, salienta na nota.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos