O País – A verdade como notícia

Nyusi considera que Ramadan serviu para exaltar o papel da família e da comunidade

Hoje celebra-se o Eid Al Fitre, que assinala o fim do Ramadan, mês marcado pelo jejum sagrado para os muçulmanos. Por isso, o Presidente da República referiu-se ao significa do sacrifício dos muçulmanos: “O Ramadan foi um período intensamente espiritual que serviu para renovar a fé, praticar actos de caridade, promover valores de bondade, perdão e tolerância, assim como exaltar o papel da família e da comunidade”.

Na sua mensagem gravada em vídeo, Filipe Nyusi disse que o Ramadan foi sempre um momento de muita devoção e sacrifício. “Lamentavelmente, este ano, os sacrifícios dos muçulmanos, como de todos os moçambicanos, aumentaram”, pois os crentes do islão tiveram de enfrentar inúmeras restrições para evitar a propagação do Coronavírus, abrindo mão dos tradicionais jantares com amigos e familiares, das  orações colectivas na mesquita e da peregrinação à cidade santa de Meca. 

Nyusi lembrou que o sacrifício foi também enfrentado pelos moçambicanos que vivem no norte da província de Cabo Delgado e residentes nas províncias de Manica e Sofala por causa daquelas que usam a violência para fazer recuar o desenvolvimento de Moçambique.

O Presidente da República manifestou solidariedade a todos que professam ao islão por terem sido submetidos ao sofrimento e que aceitaram privar-se do convívio em prol de um bem-estar colectivo.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos