O País – A verdade como notícia

Nova CNE é capaz de credibilizar processos eleitorais, segundo a Frelimo  

A bancada parlamentar da Frelimo acredita que a Comissão Nacional de Eleições (CNE) a ser composta pelos membros recém-eleitos tem tudo para credibilizar os processos eleitorais e salienta que o processo de escolha obedeceu à lei.

Sérgio Pantie, chefe da bancada parlamentar da Frelimo, convocou a imprensa, esta segunda-feira, para analisar a segunda sessão ordinária encerrada no dia 17 de Dezembro.

Um dos assuntos de destaque da última sessão, de acordo com o deputado, foi a eleição dos membros da CNE, cujo processo é contestado pelo MDM, alegadamente porque a bancada maioritária e a da Renamo coligaram-se para garantir a colocação dos seus membros no órgão eleitoral.

Entretanto, Sérgio Pantie entende que a nova comissão tem tudo para credibilizar as eleições no país. “Acreditamos que estão criadas as condições para se compor esse órgão e começar uma nova etapa de preparação do círculo eleitoral. O MDM está lá presente e acreditamos que vai colaborar e participar de forma activa e patriótica”.

A bancada maioritária considera que cumpriu com os seus deveres constitucionais, regimentais e esteve à altura de desafios tais como a pandemia do novo Coronavírus e ataques em Cabo Delgado.

“Mesmo num contexto atípico por causa da pandemia da COVID-19, a bancada da Frelimo participou em todas as sessões plenárias, nas comissões especializadas com alto sentido de responsabilidade e de missão”, afirmou Sérgio Pantie.

De acordo com o deputado, “foi no espírito de compromisso para com os moçambicanos” que a Frelimo apreciou e aprovou “importantes diplomas legais, visando a materialização dos objectivos da governação do país”.

Terminadas as sessões deste ano, a Frelimo diz que no que competia à sua bancada, a missão foi cumprida.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos