O País – A verdade como notícia

Nosso Banco garante que vai liquidar dívida dos credores

A Comissão Liquidatária do Nosso Banco garante que vai pagar todo o valor que a instituição bancária extinta deve aos credores, incluindo os depositantes e o Estado (impostos). Os reembolsos iniciam na próxima segunda-feira e terminam no dia 26 de Dezembro.

É uma boa nova para os credores do extinto Nosso Banco. Todos os depositantes que receberam o valor máximo fixado por lei de 20 mil meticais do Fundo de Garantia de Depósitos e ficaram por receber algum remanescente dos seus depósitos têm agora a oportunidade de recuperar todo o valor. Isto é, quem tinha 50 mil meticais depositado no Banco até a altura em que foi fechado, Novembro de 2016, pode ir ao banco, a partir da próxima segunda-feira até 26 de Dezembro, receber os restantes 30 mil meticais.

Uma fonte segura ligada ao processo de liquidação da instituição garante que a Comissão Liquidatária do Nosso Banco tem cerca de 1.3 bilião de meticais para reembolsar os credores. Fazem parte da lista dos credores do extinto-banco os depositantes, fornecedores de bens e serviços, o Estado moçambicano, por causa dos impostos a pagar, INSS, na parte das contribuições, e os ex-trabalhadores, que deverão ser indemnizados.

Numa primeira fase, todos credores serão pagos, excluindo os accionistas, entre eles, o Instituto Nacional de Segurança Social, INSS, e a Electricidade de Moçambique, EDM. Isto acontece porque os accionistas tiveram informação privilegiada e tempo para retirarem suas acções no banco antes de ser intervencionado, mas não o fizeram. Daí que terão de ser os últimos a receber, se ainda sobrar dinheiro.

O valor dos reembolsos foi conseguido pela Comissão Liquidatária do Nosso Banco através da venda das participações financeiras que a instituição bancária tinha na SIMO – Sociedade Interbancária de Moçambique, venda de activos tangíveis como viaturas, equipamentos informáticos, venda de agências bancárias e outros imóveis, venda de créditos a outros bancos e cobrança de dívidas aos mutuários.

Ao todo, o extinto-banco tinha pouco mais de cinco mil contas bancárias de clientes particulares e cerca de 700 de empresas. Caberá também à Comissão Liquidatária do Nosso Banco reembolsar ao Fundo de Garantia de Depósitos o valor que já reembolsou aos clientes, com base no limite máximo de 20 mil meticais por cada depositante.  

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos