O País – A verdade como notícia

Nos tempos do Gungunhana apresentado no Brasil

É apresentado, nesta segunda-feira, na Arena das Artes, Brasil, o monólogo Nos tempos de Ngungunhana; trata-se de uma representação de Klemente Tsamba adaptada da obra de Ungulani Ba Ka Khosa.

Nos tempos de Gungunhana é uma peça de teatro baseada na tradição oral, onde um único elemento se desdobra em vários personagens para, com a cumplicidade do público, retratar alguns episódios mágicos paralelos à vida do célebre rei tribal moçambicano Gungunhana.

O texto da peça é em parte uma recolha dos relatos de “Ualalapi”, obra premiada do escritor moçambicano Ungulani Ba Ka Khosa, condecorado pelo estado português com o grau de Grande Oficial da Ordem do Infante D. Henrique, pelo seu contributo para a divulgação da literatura e da cultura moçambicana, e da língua portuguesa, internacionalmente. Nos tempos de Gungunhana é um conjunto de histórias dentro de uma história, uma obra que parte de um tempo histórico e de uma
cultura particular para depois seguir numa viagem universalista e sem fronteiras.

A apresentação será feita no âmbito da programação das 20 atracções culturais, como espectáculos teatrais, performances e oficinas gratuitas serão realizadas em Maringá. A programação vai até 18 de Novembro e faz parte da 3ª edição da “Só em Cena – Mostra de Solos e Monólogos”, que neste ano traz atracções regionais e internacionais de Moçambique e Angola.

A abertura da programação na última sexta-feira será com o espectáculo “Calango deu – os causos da dona Zaninha”. Durante a mostra, serão apresentadas quatro performances de Maringá e 10 espectáculos de cidades como Londrina, Canoas (RS), Porto Alegre (RS), São Paulo (SP), Rio de Janeiro (RJ), Goiânia (GO), Natal (RN) e Moçambique e Portugal. Haverá duas apresentações culturais acompanhadas por interpretes  de libras.

Além dos espectáculos, serão realizadas duas oficinas, lançamento de livro, acção formativa e bate-papo após as apresentações. A ideia do projecto organizado pelo grupo “2 Coelhos Comunicação e Cultura” é aumentar a oferta de opções culturais na cidade e promover o diálogo entre os artistas locais e convidados.

A curadora da mostra de solos e monólogos, Rachel Coelho, disse que a organização procurou trazer a diversidade regional e geográfica nesta edição do evento. “A gente está bem feliz de poder dar continuidade para esse projecto, que já teve duas edições incríveis, sempre em Novembro”.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos