O País – A verdade como notícia

Não há registo de ataques terroristas aonde deslocados voltam

Foto: O País

O Governo diz que desde que os deslocados começaram a regressar às zonas de origem, em Cabo Delgado, não há registo de novos ataques armados aonde as populações voltam. A situação, segundo o ministro da Defesa Nacional, indica que já há resultados no combate ao terrorismo.

Há avanços no combate ao terrorismo em alguns distritos da província de Cabo Delgado. Quem confirma o facto é o ministro da Defesa Nacional. “A situação mantém-se controlada como dissemos na ocasião anterior e acreditamos que dia-pós-dia tende a evoluir positivamente, mas o que posso dizer, neste momento, é que estamos melhor que os dias passados”, garantiu Cristóvão Chume, ministro da Defesa Nacional.

A situação evolui positivamente e as populações deslocadas tendem a voltar às suas zonas de origem. “Desde que começaram a regressar, nunca tivemos um episódio onde a população tenha que ser extraída para zonas mais seguras. Então, quer dizer que a situação da segurança tende a evoluir”, concluiu Cristóvão Chume.

O ministro da Defesa Nacional falava, esta quarta-feira, em Maputo, após receber o vice-conselheiro de Segurança da República da Índia, no âmbito da cooperação militar entre os dois países.

“A Índia tem interesse em contribuir nos esforços para o combate ao terrorismo em Cabo Delgado fora do quadro da segurança naval, mas complementando as zonas onde os parceiros de cooperação que estão em Moçambique não o fazem”, avançou o ministro da Defesa.

A capacitação das Forças de Defesa e Segurança será um dos pontos da cooperação bilateral entre Moçambique e Índia.

Estamos focados no treinamento, na capacitação, nos acordos e na partilha de informações que são relevantes para o combate ao terrorismo. E nós continuaremos a fazer isso”, revelou Vikram Misri, vice-conselheiro de Segurança da Índia.

O vice-conselheiro de Segurança da Índia manteve, igualmente, encontros com as ministras dos Negócios Estrangeiros e Cooperação e do Interior.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos