O País – A verdade como notícia

“Não há necessidade de entrar em pânico”, diz o ministro da Saúde da África do Sul

Foto: Bizcommunity

O ministro da Saúde da África do Sul, Joe Phaahla, diz que não há “absolutamente nenhuma necessidade de entrar em pânico” em relação à nova variante do Coronavírus, Ómicron, apesar de um surto de casos.

“Já estivemos aqui antes”, acrescentou Phaahla citado pela BBC, referindo-se à variante Beta detectada na África do Sul em Dezembro passado.

A África do Sul também condenou as proibições de viagem impostas ao país, dizendo que estas deveriam ser levantadas imediatamente.

A Ómicron foi classificada como uma “variante de preocupação”. Os primeiros indícios sugerem que tem um risco acrescido de reinfecção. A variante fortemente mutante foi detectada na África do Sul no início deste mês e depois comunicada à Organização Mundial de Saúde (OMS) na passada quarta-feira.

A variante é responsável pela maioria das infecções encontradas na província mais populosa da África do Sul, Gauteng, durante as últimas duas semanas.

O número de casos de “parece estar a aumentar em quase todas as províncias” do país, de acordo com a OMS.

A África do Sul registou 2.800 novas infecções no domingo, um aumento em relação à média diária de 500 na semana anterior.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos