O País – A verdade como notícia

Nampula deverá matricular mais de 330 mil crianças para 1ª classe em 2021

A província de Nampula espera matricular mais de 336.867 mil crianças da primeira classe para o ano lectivo 2021. Entretanto, os pais e encarregados de educação mostram-se preocupados com as condições sanitárias das escolas, neste momento da pandemia da COVID-19.

Tina Mussa tem duas crianças de seis anos de idade que deverão começar a estudar no próximo ano lectivo, por isso decidiu, no segundo dia do arranque das matrículas para os novos ingressos, inscrever os seus filhos na Escola Primária 25 de Junho, no centro da cidade de Nampula. O processo vai até 26 de Fevereiro de 2021, mas ela preferiu tratar de tudo ainda a tempo.

“O que me move a ser das primeiras pessoas a fazerem a matrícula é para não perder a vaga”, disse Tina Mussa. Mas a vaga de transmissão e propagação do coronavírus no país é um dos grandes receios que pairam no seio de muitos pais e encarregados de educação. Tina assumiu a educação sanitária dos futuros alunos para estarem encaixados no novo normal.

“Preocupa-me a questão das condições [da escola], mas como o principal é lavar as mãos e usar a máscara já está tudo providenciado e desde o primeiro mês que começamos a ouvir sobre esse problema, começamos também a educar as crianças”, anotou.

A província de Nampula conta com 1073 escolas primárias e como em qualquer parte do país, os sanitários não estão em condições em muitas delas. Uma situação que as autoridades de educação prometem mudar.

“Somos um conjunto de vários elementos e estamos a trabalhar no assunto. Refiro-me às Obras Públicas, Saúde e do da Educação e trabalhamos em conjunto para que as escolas, sobretudo aquelas situadas em zonas recônditas tenham o mínimo daquilo que é o preceituado nas regras de prevenção da COVID-19”, avançou Eusébio Coholia, da Direcção Provincial da Educação e Desenvolvimento Humano em Nampula.

E neste novo normal, do universo de 1073 escola primárias, já houve retoma em 851, enquanto no ensino secundário, todas já abriram as portas para a 10ª e 12ª classes.

No que diz respeito aos alunos que fazem parte dos deslocados de Cabo Delgado que estão em Nampula, Coholia garantiu que 165 crianças da 7ª classe foram integradas; 122 da 10ª classe e 87 da 12ª classes também estão a ter aulas em Nampula, faltando os que fazem parte das classes sem exame que deverão beneficiar da passagem automática.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos