O País – A verdade como notícia

Nações Unidas destacam necessidade de inclusão no processo de pacificação do país

Foto: Historia do Mundo

As Nações Unidas reagiram ao Dia da Paz que hoje se assinalou no país, congratulando o Governo moçambicano e a Renamo pelo compromisso para a paz, porém destacam a importância da inclusão e do papel da mulher neste processo.

Em declaração conjunta, o enviado pessoal do secretário-geral das Nações Unidas e presidente do Grupo de Contacto, Mirko Manzoni, e a coordenadora residente da mesma organização, Myrta Kaulard, que é igualmente coordenadora humanitária para Moçambique, defendem que a inclusão é o garante da paz e da prosperidade no país.

“Nada construiria uma base duradoura para um Moçambique mais pacífico e próspero do que garantir um desenvolvimento sustentável e inclusivo para todos. Ao apoiar a reintegração dos antigos combatentes da Renamo, por meio da reconstrução das relações entre as comunidades, estamos confiantes de que Moçambique alcançará a paz definitiva e a reconciliação nacional”, diz o documento das Nações Unidas.

Os dois responsáveis daquela entidade internacional lembram, também, o papel das mulheres neste processo de pacificação.

“Enquanto o Governo, a Renamo e todos os moçambicanos olham para a reconciliação nacional, somos lembrados da importância da inclusão e do importante papel das mulheres na construção da paz, para garantir que ninguém seja deixado para trás”, acrescenta.

Manzoni e Kaulard terminam reafirmando que vão continuar empenhados em apoiar a paz duradoura no país e o desenvolvimento sustentável. A mensagem surge no âmbito do Dia da Paz, que hoje se assinalou.

Partilhe

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos