O País – A verdade como notícia

Nacir Armando no Matchedje de Mocuba

Nacir Armando é o novo treinador do Matchedje de Mocuba, conjunto que ocupa a última posição no Moçambola 2021, com apenas três pontos.

E…a escolha para resgatar, desportivamente, o Matchedje de Mocuba recaiu na “velha raposa” do futebol moçambicano – Nacir Armando.

Duas semanas depois de ter sido afastado do cargo de treinador da União Desportiva do Songo, por alegados maus resultados, o técnico de 58 anos volta a sentar-se no banco de uma das equipas do Moçambola.

Ao experimentado treinador foi posto, há dias, o desafio de colocar os “militares” da Zambézia na rota das vitórias e a lutarem pela manutenção tranquila no campeonato nacional.

Feitas as contas, o Matchedje de Mocuba contabiliza apenas três pontos, em oito jogos, resultantes de igual número de empates.

A estreia de Nacir Armando será na 9.ª jornada do Moçambola-2021, quando o Matchedje de Mocuba receber o Ferroviário de Nampula.

Nacir Armando foi campeão nacional, tendo levado, em 2018, a União Desportiva do Songo à conquista do campeonato nacional de futebol.

Na temporada seguinte, os hidroeléctricos falharam a renovação do título. Nesta temporada, à quinta jornada, foi afastado do comando técnico da União Desportiva do Songo, que ocupava a quinta posição com apenas 8 pontos.

 

PERCURSO SINUOSO

Pio Matos, Governador da província da Zambézia, lançou o repto em Janeiro: “vocês são capazes de ser campeões. Por que não sonhar como o Textáfrica, primeiro campeão nacional?” Galvanizados, mas cientes da existência de “tubarões” no futebol moçambicano, os “militares” iniciaram a marcha no Moçambola, a 17 de Janeiro passado, com um empate caseiro, a duas bolas diante do Desportivo Maputo.

Depois, na segunda jornada, a 24 de Janeiro, perdeu, no terreno emprestado do Ferroviário de Nacala (Estádio 25 de Junho), por um a zero com um golo de Mayunda, aos 9 minutos.

Na 3ª jornada, o conjunto militar perdeu com o líder Associação Black Bulls por 2-1. Xirasse e Meleque marcaram para os “touros”, enquanto Radine Siaka fez o golo dos “militares” de Quelimane.

Na 4ª jornada, o Matchedje de Mocuba perdeu na Soalpo com o Textáfrica de Chimoio por um a zero, com o tento solitário dos “fabris do planalto”, a ser da autoria de Henriques. Em casa, na 5ª jornada, o Matchedje de Mocuba empatou com o Costa do Sol sem abertura de contagem.

À 6ª jornada, ficaram em sentido em pleno Estádio Municipal de Lichinga. Os “militares” foram goleados pelo Ferroviário de Lichinga por 4-0, numa partida em que Djei esteve em destaque nos “locomotivas” ao assinar um “hatrick”.

Já na 7ª jornada, o Comissário, aos 64 minutos, marcou o golo solitário do Ferroviário da Beira na vitória sobre o Matchedje de Mocuba por 1-0, agudizando a crise dos resultados nesta colectividade.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos