O País – A verdade como notícia

Mutola: a merecida homenagem nos EUA

Fotos: O País

Maria de Lurdes Mutola será homenageada, em Agosto próximo, pela organização dos Campeonatos do Mundo de Atletismo Oregon22, nos EUA. Foi precisamente em Oregon, cidade pequena mas com grande tradição no atletismo, onde Lurdes Mutola se instalou em 1991 com a intervenção do malogrado Marcelino dos Santos.

É o reconhecimento da mais expressiva atleta de todos os tempos de Moçambique e que deixou marcas indeléveis nas maiores pistas do Mundo. Maria de Lurdes Mutola, campeã olímpica e mundial dos 800 metros, será reconhecida pela sua brilhante carreira.

Feito ainda fresco na memória de toda uma Nação carente em resultados desportivos em grandíssimos eventos mundiais, Lurdes Mutola foi campeã olímpica dos 800 metros em Sidney, Austrália, em 2000, quando a 25 de Setembro venceu a final o tempo de  1 minuto e 56 segundos, deixando para trás a forte concorrência de Stephanie Graf (Austrália) e Kelly Holmes (Reino Unido).

Na pista coberta, simplesmente arrasou ao estabelecer ao açambarcar medalhas de ouro em 1995, 1997, 2001, 2003, 2004 e 2006. Estabeleceu, diga-se, uma dinastia ao longo de anos nos 800 metros! Mutola conta com medalhas amealhadas em campeonatos do mundo ao ar livre entre 2001 e 2003.

Impressionante, Lurdes Mutola detém o recorde do Mundo dos 1000 metros em pista coberta e em pista aberta, recorde africano dos 1000 metros em pista aberta e o recorde africano dos 800 metros em pista aberta.

Em reconhecimento da sua influência na modalidade rei dos Jogos Olímpicos e pela sua passagem pela cidade onde foi fundada a “Nike”, marca que chegou mesmo a disponibilizar um valor para desenvolver um ambicioso projecto no Parque dos Continuadores, a organização dos Campeonatos do Mundo de Atletismo Oregon22 irá homenageá-la em Agosto próximo. Para ser mais preciso: a melhor atleta de todos os tempos do país terá uma placa comemorativa em Shana Barr Trail Marker, em Willamalane, Springfield.

Em comunicado, a organização refere: “É um orgulho anunciar a criação do Oregon22 Heritage Trail. Os objectivos deste projecto são criar um permanente e comemorativo lembrete da vinda dos Campeonatos Mundiais ao Oregon”, lê-se na nota.

O evento, segundo a organização, irá homenagear 22 atletas nas suas cidades de origem ou então em locais que tenham um significado especial para cada uma, com o descerramento de placas nesses locais.

 

DO FUTEBOL AO ESTRELATO NO ATLETISMO

Lurdes Mutola entrou para a vida desportiva como jogadora de futebol na equipa de Águia de Ouro, clube de segunda divisão, no bairro de Chamanculo. Ganhou a medalha de ouro nos Jogos da Commonwealth havidos em Kuala Lumpur, Malásia, decorria o ano de 1998.

No país, a recém-nomeada embaixadora do desporto foi alvo de várias distinções. Em 1993, a Universidade Pedagógica atribuiu o título de Mestre em Desportos a Lurdes Mutola. A Universidade Eduardo Mondlane (UEM) atribuiu, dois anos depois, o título de doutor “honoris causa” em “reconhecimento pelos feitos nobres e únicos desta cidadã nacional, que se esmerou e continua a esmerar-se, numa área que não é apenas do domínio do fazer, mas também de questionamento científico”.

Lurdes Mutola recebeu, ainda em 2008, do Governo moçambicano, o título honorífico de “Herói do Trabalho”.

Já em 2015, o Presidente da República, Filipe Nyusi, atribuiu a Lurdes Mutola a Medalha Mérito Desportivo pelas conquistas da atleta ao longo da sua carreira.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos