O País – A verdade como notícia

Munícipes defendem “aperto” das medidas restritivas de prevenção da COVID-19

Por conta do aumento do número de novas infecções, dos óbitos e da entrada da nova variante da COVID-19 no país, a variante Delta, alguns cidadãos defendem que na comunicação à Nação desta noite o Presidente da República devia apertar as medidas restritivas como forma de frear a propagação do vírus.

No mercado localizado junto ao terminal de transporte da Praça dos Combatentes, passageiros, vendedores e clientes aglomeram-se, não colocam máscara e circulam sem observar as medidas de prevenção da pandemia viral.

Por conta do atropelo a essas medidas, alguns munícipes dizem que a forma de conter a propagação da pandemia deve partir de cada cidadão, desde o uso da máscara, a lavagem das mãos e o distanciamento, sempre que possível.

“Mas já que para alguns cidadãos isso é difícil”, Ana Casimiro, defende que “a única solução que resta ao Presidente da República é fechar as igrejas e as escolas e outros locais que reabriu, mesmo que seja doloroso para nós, porque queremos rezar e queremos que os nossos filhos não parem de estudar”.

Marcos Muchanga, também, é da opinião que para que a contenção desta terceira vaga é necessário “adiar, algumas actividades”, como por exemplo voltar a fechar as praias, que mesmo no inverno “algumas pessoas fazem a festa” e reduzir os eventos sociais. Na verdade, Muchanga defende que as medidas, desta vez, deviam ser como as primeiras anunciadas no ano passado, quando “tudo começou”.

A lotação do transporte “que nunca” tem sido abordada pelo Chefe de Estado devia fazer parte da sua comunicação, segundo opinou Castigo Macome, pois “é lá onde as pessoas ficam aglomeradas e apertadas e não há nenhum respeito as medidas de prevenção da COVID-19”.

Enquanto isso, Mussa Abdul defende que deviam ser aplicadas multas para as pessoas que se opõem ao uso da máscara.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos