O País – A verdade como notícia

Munícipes clamam pela manutenção do cemitério de Chimadzi em Tete

Os moradores e pessoas que têm os seus entes queridos sepultados no Cemitério Municipal de Chimadzi, na cidade Tete, reclamam das condições nas quais se encontra. Lixo, capim e desorganização são as principais queixas dos munícipes.

Há poucos metros das suas residências e próximo à estrada se encontra o cemitério municipal, um dos mais antigos da cidade de Tete. Estado baldio no local é a vista que os moradores do bairro Chimadzi têm todos os dias quando saem e regressam à casa.

A falta de manutenção deixa os familiares dos entes queridos, que diariamente são sepultadas, aborrecidos com a Edilidade. Os moradores daquela parcela de Tete exigem ao Município que coloque uma vedação condigna e que faça a limpeza do local frequentemente, de modo a garantir que indivíduos de má-fé não se aproveitem do cemitério para a prática de criminalidade.

Jordina Domingos, residente naquela zona, diz que nunca viu o referido cemitério tão abandonado. Alias, “as crianças também estão expostas à triste realidade no local”.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos