O País – A verdade como notícia

Mulheres ainda enfrentam barreiras no acesso à terra

Segundo os dados do último censo populacional, 52 porcento da população moçambicana é composta por mulheres e destas, cerca de 80 porcento praticam a agricultura. Entretanto, o seu acesso ao título de uso e aproveitamento da terra continua a ser difícil, segundo a diretora Nacional Adjunta da terra Inês Cambe.

“As principais barreiras são os hábitos culturais. Nas regiões onde o homem e chefe do agregado familiar a mulher tem muitas dificuldades para aceder a titularidade da terra”, disse

O mesmo problema, segundo Inês Cuambe verifica-se quando a mulher deve receber a terra como herança em caso da morte do marido.

Quando a mulher não está casada oficialmente, ela sempre é desfavorecida em sido muito difícil que ela herda a terra do seu marido. Temos casos em que os próprios familiares não permitem que ela herde esta terra que foi do seu marido, mas o ministério, no âmbito do programa ‘terra segura e a revisão da própria legislação’, vai chamando atenção e vai sensibilizando às populações de que a mulher deve ser titular e deve ser incluída neste processo de atribuição da terra”, acrescentou.

De acordo com os dados do programa ‘Terra Segura’, as províncias de Sofala e Zambézia são as que registaram menor número de mulheres com a titularidade da terra.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos