O País – A verdade como notícia

Mulher e três filhos assassinados em Chimoio

Uma mulher de 32 anos de idade que, em vida, respondia pelo nome de Sara João Mapossa e seus três filhos, com idades entre cinco e 16 anos, foram encontrados sem vida no interior da sua residência, localizada no bairro Nhamaonha, subúrbio da cidade de Chimoio.

De acordo com Luís Pedro, chefe da Zona 17B, no bairro Nhamaonha, existem fortes suspeitas das vítimas terem sido assassinadas devido a razões passionais.

“Procurei saber dos vizinhos aqui e disseram que o namorado da dona de casa terá sido visto, na terça-feira, a sair de casa e a fechar a porta principal e as grades. Os vizinhos pensaram que ela tinha confiado a guarda de casa e que ela e seus filhos talvez tivessem viajado”, contou Pedro.

Segundo a mesma fonte, os corpos foram descobertos graças a uma mensagem telefónica que o suposto assassino, ainda em parte incerta, mandou para a enteada que vive em Muxúnguè, informando sobre o facto.

“Esse tal amante está com o telefone da falecida e mandou mensagem para a filha a dizer que matei sua mãe, porque me negou”, contou.

A equipa de reportagem do jornal “O País” esteve no local dos factos e constatou que os corpos, já em avançado estado de decomposição, já haviam sido removidos por peritos do Serviço Nacional de Investigação Criminal (SERNIC) para trabalhos de perícia.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos