O País – A verdade como notícia

Mudanças climáticas são a maior ameaça à saúde da humanidade, diz OMS

Foto: Notícias ao Minuto

A Organização Mundial da Saúde (OMS) diz que os efeitos das mudanças climáticas constituem uma ameaça à saúde e apela aos Governos para saírem da pandemia de uma maneira saudável.

A organização apela, ainda, aos Estados signatários do Acordo de Paris para que coloquem “a saúde e a justiça social no centro das conversações” da 26.ª Conferência do Clima das Nações Unidas (COP26), que se realiza no princípio de Novembro na Escócia.

De acordo com a directora do departamento da OMS para o Ambiente, Alterações Climáticas e Saúde, Maria Neira, citada pelo Notícias ao Minuto, reduzir a poluição atmosférica para os níveis recomendados pela organização evitaria “80 por cento” das cerca de 7 milhões de mortes provocadas, todos os anos, pelos efeitos da poluição atmosférica.

“A saúde será a motivação para acelerar e para fazer mais para combater as alterações climáticas, que afectam os pilares da saúde: alimentação, água e qualidade do ar. Talvez esta seja a altura de uma COP da Saúde. É isso que queremos. Qualquer que seja o investimento financeiro necessário compensará pelos benefícios que trará. Não há desculpas”, acrescentou Maria Neira.

No comunicado citado pelo Notícias ao Minuto, a OMS refere que se estima que o impacto da poluição atmosférica provoca “13 mortes por minuto” em todo o mundo, e é sentido “de forma desproporcional pelos mais vulneráveis”.

Globalmente, a OMS estima que “mais de 90% dos seres humanos respiram níveis nocivos para a saúde de poluição atmosférica”.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos