O País – A verdade como notícia

MP brasileiro pede actuação urgente para evitar ataques a indígenas na Amazónia

O Ministério Público brasileiro pediu à polícia federal que actue com urgência para evitar ataques a indígenas que vivem no centro da Amazónia. O apelo foi feito depois que líderes indígenas denunciaram que um grupo invadiu as suas terras, construiu casas ilegais e ameaçou de morte os líderes da comunidade.

O Ministério informou que, nessa região, a desflorestação, os incêndios e as invasões são "problemas crónicos" e estão relacionados com a construção da central hidroelétrica de Belo Monte.

"Enquanto os conflitos se expandem devido à intensa migração promovida pelo Governo brasileiro para a região das obras da hidroeléctrica, a fiscalização ambiental tem sido cada vez menor, situação que se agravou em 2019", afirmou o Ministério Público.

Líderes indígenas que vivem na região denunciaram também que os incêndios estão a deixar as crianças doentes e a matar animais.

O diretor da 'Survival International', Stephen Corry, afirmou que “esses incêndios terríveis não são acidentais”.

"O ataque à Amazónia é facilitado por causa do ataque de Bolsonaro (Presidente Brasileiro) aos povos indígenas e ao meio ambiente num nível que não vemos há 50 anos", adiantou.

Partilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

RELACIONADAS

+ LIDAS

Siga nos